Em 1965 o então pipoqueiro  Edmundo Stromberg resolveu mudar de vida e profissão. Comprou um bar vizinho a sua casa na Avenida Erasto Gaertner, 1764, perto da Base Aérea do então pouco habitado bairro Bacacheri.

Naquela época a Avenida Erasto Gaertner era saída para São Paulo, e  passagem de muitos caminhoneiros.

Edmundo e a esposa Maria Mendes Stromberg resolveram criar um petisco bom e com preço acessível e por sugestão de um fornecedor de carnes que passou a receita a eles surgiu o seu mais famoso petisco do bar, “ o buchinho à milanesa”.

Serviam também camarão abraçadinho, cascudinho frito, caldo de mocotó, dobradinha e sopa de peixe.

Quando o então fundador Edmundo queria fechar o bar lá pelas duas da madrugada gritava: “to com soooooono,” e começava a recolher as cadeiras e mandar os clientes embora.

O falecido reitor e professor da História da Alimentação da UFPR Carlos Roberto Antunes dos Santos, frequentador do bar do Edmundo pedia sempre camarão abraçadinho e o cascudinho, e dizia que a qualidade e a simplicidade do ambiente contagiavam a clientela.

Atualmente quem comanda o bar é José Edmundo filho do fundador, que fez algumas reformas no ambiente do bar, mas manteve a qualidade dos serviços e petiscos.

No cardápio tem bucho a milanesa; camarão abraçadinho, a paulista e ao bafo; espeto de camarão; bolinhos de bacalhau, camarão, siri e carne seca, iscas de peixe, cascudinho, lambari, quirera com costelinha, rã a milanesa, moela ao molho, e em meses mais frios o reconfortante caldinho de mocotó.

Serviço:

 Avenida Erasto Gaertner , 1764 –Bacacheri -Telefone: 3257-2407.

Segunda a sábado das 18h às 0h

 

SHARE