Ceia natalina: harmonização com bebidas torna confraternização especial

Ceia natalina: harmonização com bebidas torna confraternização ainda mais especial Abaixo, dicas para acompanhar nuts, queijos, carnes assadas, panetone e outras delícias Em um ano atípico e difícil como 2020, o Natal vem de forma singular. Essa é uma época que nos remete à família, à união e à proximidade com aqueles que amamos. Entre seus principais símbolos, está a ceia, refeição pensada com muito cuidado e afeto. E, para trazer o sabor especial que ela nos pede, a cervejaria Dádiva separou algumas dicas bem bacanas de harmonização de bebidas com pratos típicos da ocasião. Confira abaixo: Nuts: harmonize com cervejas leves, como Premium Lager, Hoppy Lager, Session IPA e German Pils. A Ma Che!, da cervejaria Dádiva com a Mafiosa, é um bom exemplo disso. Trata-se de uma Italian Pilsener bem clássica e muito refrescante. De aparência amarela clara e bastante límpida, ela traz aromas levemente frutados. Queijos maturados e com fungos: acompanham bem cervejas do estilo India Pale Ale (IPA). As IPAs são cervejas extremamente aromáticas e com um bom nível de amargor. Algumas sugestões são: Venice Beach: West Coast Session IPA que combina leveza e final seco a lúpulos cítricos americanos. Brain Waves: New England IPA com 6% de teor alcoólico, feita com lúpulos Galaxy e Mosaic no dry hopping e, na fervura, Mosaic em flor para intensificar ainda mais o sabor e aroma. Hoppy Breakfast #1: Oatmeal Cream Double IPA com 70% de aveia. Bastante aveludada e com aromas e sabores de frutas amarelas, como pêssego e manga, além de um toque de coco, baunilha e morango. Carnes assadas: acompanham bem cervejas mais maltadas, como uma Munich Dunkel e a English Pale Ale. Munich Dunkel: cerveja característica do estilo alemão, com notas de tosta de malte, corpo médio-baixo. Possui 5,20% de teor alcoólico. English Pale Ale Dádiva: com 5,4% de teor alcoólico, tem aroma de notas levemente frutadas e o adocicado do malte. O amargor dos lúpulos ingleses trazem a ela notas terrosas. Com um final seco e crisp, possui coloração âmbar e cristalina. Panetone: combinam com cervejas fortes e escuras, como: Point of View (colab com a cervejaria dinamarquesa Amager Bryghus): duas Russian Imperial Stouts de corpo aveludado e com muita goiabada. Em uma das duas versões, a receita traz, além da goiabada, coco. Linha True: quatro Russian Imperial Stouts extremamente aveludadas e com adjuntos escolhidos de formas diferentes; um dos rótulos explora a complexidade que diferentes tostas em cocos; outro, o cacau do produtor Ivan Dantas, do Pará; o terceiro vem com baunilhas de origens distintas (a Bourbon, a do Tahiti, e do cerrado brasileiro); e o quarto leva na receita duas versões de cafés da Fazenda Ambiental Fortaleza. Torta de nozes e Bolo inglês: tente a sidra One Step at a Time feita com levedura de vinho branco. Ela é parte do projeto da Dádiva DDV&OS (Dádiva and Other Stuff), que traz bebidas diversas. A sidra é feita a partir da fermentação do sumo da maçã ou da pêra e seu consumo é comum em alguns países da Europa e da América do Norte. No Brasil, o interesse pelas artesanais tem crescido bastante. Nesta versão, uma bebida elegante e seca, com sabor evidente de maçã, baixo dulçor e aromas delicados de frutas brancas. Rabanada e bolo de maçã: harmonize com a One Step at a Time com cacau, carvalho e canela (também produzida com levedura de vinho branco), uma sidra bastante complexa que destaca bem as camadas de todos os adjuntos utilizados em sua receita. Essas bebidas podem ser adquiridas em bares, empórios e e-commerces especializados em cervejas artesanais. Confira, também, a disponibilidade dos produtos no e-commerce da cervejaria: https://cervejariadadiva.com.br/loja/. Para mais informações, acesse o site da marca (cervejariadadiva.com.br) ou o seu perfil oficial no Instagram @cervejariadadiva.
Ceia natalina: harmonização com bebidas torna confraternização ainda mais especial

Abaixo, dicas para acompanhar nuts, queijos, carnes assadas, panetone e outras delícias

Em um ano atípico e difícil como 2020, o Natal vem de forma singular. Essa é uma época que nos remete à família, à união e à proximidade com aqueles que amamos. Entre seus principais símbolos, está a ceia, refeição pensada com muito cuidado e afeto.

E, para trazer o sabor especial que ela nos pede, a cervejaria Dádiva separou algumas dicas bem bacanas de harmonização de bebidas com pratos típicos da ocasião. Confira abaixo:

Nuts: harmonize com cervejas leves, como Premium Lager, Hoppy Lager, Session IPA e German Pils. A Ma Che!, da cervejaria Dádiva com a Mafiosa, é um bom exemplo disso. Trata-se de uma Italian Pilsener bem clássica e muito refrescante. De aparência amarela clara e bastante límpida, ela traz aromas levemente frutados.

Queijos maturados e com fungos: acompanham bem cervejas do estilo India Pale Ale (IPA). As IPAs são cervejas extremamente aromáticas e com um bom nível de amargor. Algumas sugestões são:

Venice Beach: West Coast Session IPA que combina leveza e final seco a lúpulos cítricos americanos.

Brain Waves: New England IPA com 6% de teor alcoólico, feita com lúpulos Galaxy e Mosaic no dry hopping e, na fervura, Mosaic em flor para intensificar ainda mais o sabor e aroma.

Hoppy Breakfast #1: Oatmeal Cream Double IPA com 70% de aveia. Bastante aveludada e com aromas e sabores de frutas amarelas, como pêssego e manga, além de um toque de coco, baunilha e morango.

Carnes assadas: acompanham bem cervejas mais maltadas, como uma Munich Dunkel e a English Pale Ale.

Munich Dunkel: cerveja característica do estilo alemão, com notas de tosta de malte, corpo médio-baixo. Possui 5,20% de teor alcoólico.

English Pale Ale Dádiva: com 5,4% de teor alcoólico, tem aroma de notas levemente frutadas e o adocicado do malte. O amargor dos lúpulos ingleses trazem a ela notas terrosas. Com um final seco e crisp, possui coloração âmbar e cristalina.

Panetone: combinam com cervejas fortes e escuras, como:

Point of View (colab com a cervejaria dinamarquesa Amager Bryghus): duas Russian Imperial Stouts de corpo aveludado e com muita goiabada. Em uma das duas versões, a receita traz, além da goiabada, coco.

Linha True: quatro Russian Imperial Stouts extremamente aveludadas e com adjuntos escolhidos de formas diferentes; um dos rótulos explora a complexidade que diferentes tostas em cocos; outro, o cacau do produtor Ivan Dantas, do Pará; o terceiro vem com baunilhas de origens distintas (a Bourbon, a do Tahiti, e do cerrado brasileiro); e o quarto leva na receita duas versões de cafés da Fazenda Ambiental Fortaleza.

Torta de nozes e Bolo inglês: tente a sidra One Step at a Time feita com levedura de vinho branco. Ela é parte do projeto da Dádiva DDV&OS (Dádiva and Other Stuff), que traz bebidas diversas. A sidra é feita a partir da fermentação do sumo da maçã ou da pêra e seu consumo é comum em alguns países da Europa e da América do Norte. No Brasil, o interesse pelas artesanais tem crescido bastante. Nesta versão, uma bebida elegante e seca, com sabor evidente de maçã, baixo dulçor e aromas delicados de frutas brancas.

Rabanada e bolo de maçã: harmonize com a One Step at a Time com cacau, carvalho e canela (também produzida com levedura de vinho branco), uma sidra bastante complexa que destaca bem as camadas de todos os adjuntos utilizados em sua receita.

Essas bebidas podem ser adquiridas em bares, empórios e e-commerces especializados em cervejas artesanais. Confira, também, a disponibilidade dos produtos no e-commerce da cervejaria: https://cervejariadadiva.com.br/loja/. Para mais informações, acesse o site da marca (cervejariadadiva.com.br) ou o seu perfil oficial no Instagram @cervejariadadiva.

 

 

Please follow and like us:
Compartilhar